Muffys, não Muffins!!!

A viagem em busca do título (perfeito) para um blog pode transformar- se numa verdadeira expedição pelos recantos mais íntimos das nossas inspirações e das nossas memórias, e não é, nada mais nada menos que a tentativa de responder à pergunta: o que é que me inspira? Iniciei esta viagem pelas memórias. Da infância. Da casa da tia Julieta em Tavira e do cheiro a figos, a amêndoas e de trepar à alfarrobeira com os primos. E como não há nenhum algarvio que não tenha um pezinho em Marrocos vagueei pelo Oriente, pelos perfumes e aromas que nos deixaram em herança ( para além das mouras encantadas!). E do Oriente, da Índia, veio o meu sonho mais sonho, veio o amor verdadeiro (... e o tempero da sogra!). E foi desta magia oriental que nasceram as minhas inspirações que têm (por coincidência) alcunha de guloseima: Muffy (diminutivo carinhoso de nome de pestinha), quase tão docinha como um muffin, mas muito, muito mais apimentada; e Brownie, tão docinha, tão apaixonada por chocolate que o tom da sua pele quase reflecte o tom dourado da guloseima. São elas que me inspiram e me incentivam a ser feliz todos os dias! Muffy e Brownie!



sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Bolo de aniversário da Minnie!

    Não há duvida, a sabedoria popular ainda é o que era: não há fome que não dê em fartura!
    Pois, ...depois de passar quase um ano sem passar cartão ao meu bloguinho, aqui estou eu...dois dias seguidos a dar notícias!
   Hoje o motivo é o aniversário de outra menina que adoro como se fosse minha filha e que é quase gémea da minha filha (a minha sobrinha M.).

    A M. e a Muffy têm apenas alguns dias de diferença, o que significa que a família assistiu ao crescimento simultâneo de duas barrigas e ao parto, quase simultâneo de duas meninas! O que me faz pensar que, muitas vezes nos queixamos da vida e não paramos para pensar nas verdadeiras bençãos que nos é permitido experienciar no nosso tempo de vida e que, por andarmos demasiado ocupados a lamentar- nos de tudo um pouco ( a crise, a gasolina, o frio, os maridos (maridinho se me leres...EU NÃO!), o trabalho, deixamos que passem completamente despercebidas em tal mar de lamúrias.
    Da minha parte, como este ano o lema é comemorar, vou celebrar tudo o que me dê na telha. E hoje vou festejar a  chegada de duas crianças maravilhosas, com umas belas de umas personalidades e, que tanto uma, como outra, fazem um bom uso delas para marcar a diferença!

   PARABÉNS M!!!


    E deixo aqui um agradecimento especial à "dona" do blogue Lume Brando. Ela não sabe, mas contribuiu muito para que eu recomeçasse, aos poucos, a "reacender" o meu blogue. Porque, assim que, num daqueles vagueares por blogues, encontrei o Lume Brando, não parei enquanto não li todas as receitas. A razao é muito simples: tudo o que ela faz tem qualidades que muito valorizo: o bom gosto, a simplicidade e o despretenciosismo... Obrigada!

Então, para a minha M., que adora a Minnie, saiu, depois de duas noitadas valentes, este bolo!

    Confesso que, como esta era minha primeira vez assim numa coisa complicada, me inspirei num bolo que encontrei ao fazer uma busca no Google. Não foi plágio, foi um cinto de segurança! Agradeço à fonte!

   E assim foi e em tempo de crise, sem possibilidade de prendas carérrimas, dei aquilo que é para mim um bem precioso: as minhas horas de sono! Com muito boa vontade e, sobretudo muito amor.




O bolo foi fruto da minha dificuldade em acertar as formas com as quantidades de massa e, por isso tive de fazer o bolo em três vezes.

Primeira:

Bolo de chocolate
(receita da mãe do meu amigo Fona/Zeca )

4 ovos + 1 cháv. açúcar
1 cháv. óleo+1 cháv. água quente
2 cháv. farinha com fermento peneirada +2 cháv. de chocolate em pó
1 pitada de sal

Bater os ingredientes na sequência descrita.
Pré-aquecer o forno a 180º e cozer entre os 150º e os 180º.

Se o forno for elétrico, colocar uma folha de papel de alumínio por cima. Quinze minutos após o início da cozedura, o bolo já apresenta o topo cozido.Colocar o alumínio nessa altura. Cozer durante 30 e 40 graus.

( Esta receita deu para uma das metades do bolo ).



Bolo mármore
(receita do blogue Lume Brando )




150 gr. manteiga
175 gr. de açúcar
3 ovos
250 gr. de farinha
1 col. de sopa de fermento
1,5 dl. leite
1 pitada de sal
2 col. de sopa de cacau


Bater os ovos inteiro. Reservar.
Bater a manteiga amolecida a té que fica em creme. Juntar o açúcar, os ovos batidos, a farinha, o fermento e o chocolate peneirados juntos. 
Mistura- se bem. Adiciona- se o leite e o sal.


Encher a forma ( untada e polvilhada como manda o preceito ) com dois terços da massa. À restante massa, junta- se o chocolate e junta- se à primeira massa, criando o efeito marmoreado.


Cozer a 180º durante 50 minutos..




Esta foi a massa que fiz para o bolo da Kitty. Desta vez, como metade do bolo já era de chocolate, deixei toda a massa branca, sem juntar chocolate. O dobro da receita acima deu para a outra metade do bolo.


As orelhas: fiz dois bolinhos pequeninos com uma receita de massa de iogurte.





Bolo de iogurte
(receita da minha mãe )

4 ovos
1 iogurte 
3 copos do açúcar
1 copo de óleo
3 copos de farinha + 1 colher de chá de fermento


Bater todos  os ingredientes excepto a farinha e o fermento.

Juntar a farinha e bater.

Cozer a 180º durante 40 min.






2 comentários:

Lume Brando disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Lume Brando disse...

Ficou muito perfeita, esta Minnie! Parabéns!
Um beijinho
Teresa